Arquivo da categoria: Casamento Religioso

Escolha do Sapato Ideal para Noivas, Madrinhas e Convidadas

Seja para qual ocasião for, um look só fica completo com um belo calçado. Imagine, então, quando o assunto é casamento? Não é à toa que noivas, madrinhas e convidadas ficam cheias de dúvidas na hora de escolher o sapato perfeito, que irá complementar o visual sem roubar a cena ou ficar apagado. Por isso, para evitar erros, confira essas dicas maravilhosas:

Noivas

– O sapato da noiva deve ser delicado e discreto, sem jamais ofuscar o vestido. É um complemento do look que aparece com discrição.

– Escarpim (mais clássico) e sandália (mais moderna) são os calçados mais recomendados, em tom próximo ao do vestido (exceto no caso de vestidos coloridos).

– Se quiser usar sapato colorido, pense bem. É possível criar um look moderno sem invencionices que, em 10 anos, ao olhar as fotos, causem arrependimento. Se optar por essa ideia, as melhores opções são em tom pastel.

–  Caso o vestido seja colorido, lance mão de sapato nude. Em uma cerimônia informal e moderna, não há problemas em fazer contraste de tons. Se quiser uma dose extra de modernidade e ousadia, metalizados também são uma boa opção.

– A noiva tem o direito de brilhar. Portanto, vale vestido e calçado com brilho, mas deixe os pés sempre mais delicados.

– O acessório deve ser confortável e bonito. Escolha o modelo com antecedência e use-o em casa para “amaciá-lo”.

– É preciso que o sapato esteja em harmonia com o vestido. Por isso, escolha o modelo antes de comprá-lo e já o leve para fazer a primeira prova.

– Se a noiva estiver acostumada com salto, o acessório pode ser bem alto. Caso contrário, é melhor evitar. Uma leve meia pata e o salto um pouco mais grosso colaboram com o conforto.

– É interessante que noivas altas invistam em salto menor para não ultrapassar a altura do parceiro.

Convidadas e madrinhas

– Os modelos que mais combinam com vestidos de festa são escarpim e sandálias refinadas.

– Saltos altos e finos são muito elegantes, porém menos confortáveis. Já modelos com uma leve meia pata e saltos um pouco mais grossos garantem mais conforto.

– Para vestidos coloridos, calçados nude são a opção sem erro. Metalizados também são indicados, desde que a cor harmonize com a do vestido. Ao contrário do que muitos pensam, opções pretas não são curingas, porque podem “pesar” dependendo do tom do look.

– Escarpim de bico fino ajuda a alongar a silhueta e escarpim nude é o mais indicado para completar looks curtos das baixinhas, já que dá a ilusão de pernas mais alongadas.

– Com vestidos curtos, em que o sapato vai ficar em evidência, quem tem perna grossa deve ter atenção à tira que fica no tornozelo. Se for muito grossa e larga, corta a silhueta e deixa as pernas ainda maiores.

Agora, escolha aquela sapato maravilhoso seguindo as dicas e bom casamento…

Afinal, Dá para Escolher o Véu Perfeito?

Uma noiva pode optar ou por dar ênfase ao seu penteado, ou dar ênfase ao véu. A diferença, é que quem quer dar ênfase ao véu, usa o véu não só na cerimônia, mas também durante a recepção do casamento – neste caso o penteado é só um suporte para o véu. Qualquer noiva sabe que é importante escolher um penteado que lhe favoreça a face, só que também é de extrema importância escolher um véu que faça o mesmo.

O véu ideal depende também da formalidade do casamento e do tipo de personalidade e do rosto que o vai usar. Um estilo mais clássico pede um véu de catedral, enquanto um estilo mais moderno pede um véu mais curto. Considere os seguintes tópicos antes de tomar qualquer decisão sobre se vai usar, ou não, um véu no seu casamento.

Existem dois tipos de faces, as mais arredondadas como as ovais e redondas; e as mais angulares como as faces em rectângulo, e em triângulo. Se não sabe que tipo de face tem, é simples, em frente a um espelho puxe o cabelo todo para trás, de seguida com um lápis dos olhos desenhe o contorno da sua face no espelho, depois é só analisar.

Se tem uma face oval, ligeiramente mais comprida que larga, e com curvas suaves, saiba que este tipo de face é o tipo de face mais simétrica, por isso pode usar o que melhor lhe agradar, desde que complemente o seu look total, e seja proporcional às suas linhas.

Se tem uma face quadrada, com uma linha do queixo quadrada, esta necessita de ser suavizada com um véu mais longo, em vez de um mais curto.

Uma face muito redonda combina com um véu que caia ao longo dos lados da face, pois ajuda a torná-la mais estreita. Se tem uma face oblonga, parecida com a oval só que um pouco mais comprida, esta pode ser complementada com véus em cascata, adornados com tiaras, ou com uma coroa de flores, ou de cristais.

Se tema uma face triangular do tipo coração, deverá dar largura à parte inferior da face; deve usar véus que pendam da parte anterior da cabeça, pois o volume aparecerá pela parte de trás da cabeça dando mais ênfase ao queixo.

Um véu de noiva clássico de comprimento de catedral, não deve de ser usado numa celebração de um casamento mais casual, como num jardim, ou numa praia. Se vai celebrar um casamento muito formal e se optar por um véu de catedral (um véu que arraste no chão), deverá optar por um véu de várias camadas, para que durante a recepção possa retirar a camada mais comprida podendo movimentar-se mais à vontade.

Se tem um vestido muito ornamentado, use um véu simples. A ornamentação do véu não deve nunca terminar no local onde o seu vestido tem mais ornamentação, deve sempre ou terminar abaixo da ornamentação do vestido, ou acima desta. Num véu a ornamentação não tem de condizer exactamente com a ornamentação do vestido de noiva, contudo deve de a complementar.

Usar um véu não é obrigatório. Quanto mais formal for o casamento, maior o comprimento do véu. A etiqueta também dita que o uso de véu é inapropriado para noivas grávidas ou segundos casamentos; mesmo assim muitas noivas nestas condições hoje em dia decidem romper com a etiqueta usando véus pelo cotovelo, ou como adorno do penteado.

Usar um véu antigo, que pode pertencer à mãe ou mesmo um que tenha adquirido numa loja de antiguidades, é uma excelente opção, desde que não tente mudar a cor original, mandando branqueá-lo ou tingi-lo; um véu não tem de ser exactamente da mesma cor do vestido, e o encanto de um véu antigo não está só no seu formato, mas também na sua cor peculiar.

Não se esqueça de ser ver num espelho de 360º; coloque o vestido e o véu e observe como fica de todos os ângulos, e não só pela frente. Se a parte do seu vestido de noiva é um ponto fulcral no seu look, não convém esconde-lo com um véu comprido, pode optar por um véu mais curto com poucas camadas de tule.

Se decidiu ser uma noiva que vai usar véu, não esqueça que o penteado que o vai segurar é de grande importância. Quando for fazer a prova de penteado ao seu cabeleireiro, leve o véu e seus ornamentos, como tiaras ou ganchos que o vão segurar, para incorporar no penteado.

Tente várias opções de colocação do véu no penteado; mudar o local onde o véu é aplicado na cabeça pode fazer a maior das diferenças. Se vai usar um véu de noiva mais pesado, ou comprido depois de o assentar no penteado, experimente andar um pouco com ele para ver se se sente confortável.

Agora, basta entrar na igreja e arrasar…

Dicas Valiosas para Escolher o Traje de Noivos Acima do Peso

Ao escolher as roupas para o casamento, surgem dúvidas e insegurança, tanto pela parte das noivas, quanto pela dos noivos. A cerimônia é um momento muito especial e, para a vida de muitas pessoas, pode ser a única ocasião em que se irá usar roupas tão elegantes.

É por isso que todos querem estar perfeitamente vestidos, nesta data. Embora todos acabem por prestar mais atenção ao vestido de noiva, bem como ao seu penteado e maquiagem, os noivos também são merecedores desta atenção, afinal, é ele quem estará ao lado da mulher.

É preciso ter cuidado ao escolher suas roupas, pois ele deverá brilhar junto com ela e, não, ser ofuscado pela sua produção. Há muitos homens que não se importam muito com isso, mas este não é comportamento adequado. No caso daqueles que estão acima do peso, vale a pena seguir alguns conselhos e, assim, não errar no visual. Veja algumas dicas para o noivo gordinho se vestir:

– Em primeiro lugar, é bom saber quais trajes usar, de acordo com o horário em que a cerimônia será realizada. Caso seja de manhã, ternos em tons claros são bem vindos. Mas é importante saber que o noivo gordinho poderá parecer maior, com eles. A dica, então, é apostar no preto, que é sempre adequado para qualquer horário. No caso de cerimônias à noite, valem os tons escuros, além do preto. Cores como o chumbo ou marrom bem escuro são boas opções. Elas são elegantes, apropriadas para o horário e ainda ajudam a emagrecer.

– Deixe de lado o smoking, pois ele é indicado para ocasiões de gala. Essa dica vale para todos os noivos. Caso o homem queira um visual mais sofisticado, o meio fraque vai bem em casamentos noturnos e é uma opção para noivos magros ou gordinhos. Entretanto, se o homem for baixinho, esta não será uma escolha, pois o traje irá fazer com que ele pareça ter uma estatura menor. Já o modelo casaca ajuda a alongar a silhueta, por conter uma pequena cauda. Caso escolha este modelo, o noivo obeso deve dar preferência às cores escuras, sobrepostas. Isso é importante para que não se crie uma divisão na silhueta, pois isso achata o corpo.

– Se usar um terno normal de casamento, também é indicado que o traje para noivo gordinho seja composto por um colete num tom abaixo do terno. Quanto mais clara for a cor, mais aparecerão as medidas do homem. Para finalizar, caso o noivo queira usar algo diferente do preto total, vale a pena investir nos ternos e calças com estampa de risca de giz. Eles são elegantes e ajudam a afinar o corpo, devido às duas listras verticais.

Agora basta seguir as dicas e escolher o melhor traje para o seu caso…

Alugar, Comprar ou Reformar seu Vestido de Noiva?

Escolher o vestido de noiva é tarefa das mais difíceis para uma mulher. Afinal, se tudo der certo, é o único vestido de noiva que você vai usar na vida. Por isso, é importante saber o que é um bom negócio na hora de escolher seu modelito de casamento. Toda noiva busca beleza e, se possível, perfeição, mas é difícil equilibrar isso com o que o mercado disponibiliza e, ainda mais, com os preços.

Na hora de ir à busca do vestido o mais importante é procurar por algo que seja o que você quer em termos de modelo e de preço – mais tarde você pode acabar se arrependendo de compra um modelo que você não gostou tanto mas que estava barato, e também o vestido perfeito que custou uma fortuna.

Quando o casamento é planejado, sempre fica separada uma verba para o vestido de noiva. Dependendo do valor que você tem para gastar é que você vai descobrir se compensa alugar ou comprar o vestido. Um aluguel custa em torno de R$1.500,00 e R$2.000,00; o primeiro aluguel fica entre R$3.000,00 e R$4.500,00; a compra custa R$5.000,00, no mínimo.

Refirmar é uma opção que pode ficar mais cara do que se imagina, já que adaptar um vestido vintage exige materiais vintage, que tem preço elevado, além de ajustes e de uma costureira. Isso sem contar ocasiões em que o vestido antigo está muito danificado ou a noiva anterior e a atual tem corpos muito diferentes, o que pode levar à reconstrução do vestido.

Tendo em mente tudo isso, saiba quando:

Comprar

Quando tem dinheiro no orçamento para investir nisso; quando você quer guardar o vestido (pensar em espaço e condições ideais); ou quando a noiva tem o desejo de fazer isso.

Alugar

Quando você não quer guardar o vestido; seu orçamento é restrito; e quando você encontrou um modelo que você queria para alugar.

Reformar

Quando a peça antiga tem valor sentimental; quando acredita-se que a costureira vai fazer um bom trabalho com a peça; quando o custo for menor que de compra ou aluguel; e quando você pretende manter a maior parte do vestido antigo.

Pense nisso e escolha um modelo que combine com você, fique bem no seu corpo e reflita sua personalidade, isso é o mais importante…

Como Deve Ser a Maquiagem dos Noivos

Não, você não leu errado! É esse mesmo o nosso assunto de hoje: Maquiagem para Noivos. Essa história de que noivo só precisa fazer a barba e cortar o cabelo para o dia do casamento está ficando cada vez mais no passado. Com a chegada da tecnologia hd nos videos de casamento os cuidados com a pele já não são uma preocupação só da noiva.

Para muitos homens essa coisa de cuidar da pele, ir ao dermatologista e usar maquiagem é coisa de mulher, por isso, antes de mais nada, é preciso deixar o preconceito de lado! As imagens em alta definição mostram tudo mesmo. Cada poro, cada mancha, a oleosidade, o ressecamento…

E por que deixar essa imagem assim se podemos melhorar?

A maquiagem é uma grande aliada nesse momento, mas é preciso cautela. NINGUÉM (nem mesmo a noiva) pode perceber que você está usando maquiagem. O efeito deve ser natural, leve e apenas corretivo. Assim como vemos na TV e no cinema. O que não faltam são produtos desenvolvidos especialmente para este tipo de imagem.

TODOS aqueles galãs que fazem a mulherada suspirar usam maquiagem. E aposto que você nunca percebeu, não é mesmo? A idéia é apenas esconder as olheiras, uniformizar a pele e dar a ela um aspecto saudável.

O noivo é também protagonista e por isso deve se cuidar para estar bem nesse dia tão especial. Aí vão algumas  dicas para o make dos noivos:

– Se sua pele não está ok, procure um dermatologista com pelo menos 4 meses de antecedencia. Lavar o rosto com o sabonete adequado e usar filtro solar já são metade do caminho, mas se sua pele é muito oleosa ou muito seca somente um especialista vai poder te ajudar a solucionar esse problema.

– Corte o cabelo cerca de 1 semana antes do casamento, assim dá tempo de você se acostumar com o corte e aprender a lidar com ele. Na véspera apenas retoque, caso sinta necessidade, e lembre-se de aparar os fios da sobrancelha e do nariz.

– Faça a barba no dia do casamento. Se você usa barba ela deve estar impecável, por isso, se for possível, procure uma barbearia cerca de 1 mês antes e faça um teste.

– Use uma pomada para modelar o cabelo. Assim, os fios ficam alinhados até o fim da festa mesmo com vento, umidade ou calor.

– Use uma maquiagem corretiva e imperceptível. Opte por produtos de efeito natural e matte (opaco/sem brilho). A base e o corretivo devem ser à prova d’água.

E as  coisas que o noivo NÃO deve fazer:

– Não use produtos com efeito acetinado nem iluminadores.

– Não corrija as sobrancelhas com maquiagem.

– Não use máscara de cílios, blush ou batom. Muito menos hidratante labial com brilho ou cor.

– E já que estamos falando de cuidados e de beleza… Não use base nas unhas. NEVER!

E assim o noivo está prontinho (e lindo) para subir ao altar…

Como os Noivos Devem Receber os Cumprimentos

Parece algo padrão e costumeiro, mas quando se trata de uma festa, receber os cumprimentos dos convidados gera dúvidas aos noivos de como fazer o melhor neste momento.

Há algum tempo era padrão os recém-casados receberem os cumprimentos de uma enorme fila, sem poder aproveitar direito todos os momentos da festa. Mas isso vem mudando com o passar dos anos. Mesmo porque hoje os tipos de cerimônias e recepções são as mais variadas.

Em uma cerimônia religiosa que não haverá recepção, os noivos devem pensar em uma igreja ou templo, seja qual for a religião, que disponibilize ou tenha uma local (sala ou um hall coberto) onde os noivos possam receber os cumprimentos.

Existem casais que preferem receber os cumprimentos na igreja mesmo havendo a recepção em seguida. Isso pode ser mais vantajoso ou não. A vantagem seria a fila de convidados “andar” mais rápido, sem paradas para conversas uma vez que o local escolhido tem que ser desocupado rápido para que não atrapalhe o próximo casamento.

A desvantagem fica por conta da não interação com todos os convidados, uma vez que muitos saem rápido da igreja a fim de pegar o melhor lugar na recepção ou mesmo porque outros nem vão à igreja. E por consequência de abraços e beijos, a noiva pode ficar um pouco “amarrotada” para as fotos.

Nos dois casos acima, é de bom tom que os pais dos noivos estejam ao lado dos filhos para receber os cumprimentos. Isso acontece também se os noivos decidirem fazer isso na entrada da recepção, o que complica um pouco, uma vez que os noivos e seus respectivos pais teriam que chegar primeiro ao salão de festa.

Seguindo essas dicas os noivos não fazem feio e ainda recebem seus convidados da melhor maneira possível…

Saiba Como Dividir as Despesas do Casamento

Casamento é uma ocasião linda, onde os planos dos noivos devem ser ajustados de acordo com o casamento. Casar envolve várias despesas. Há necessidade de vários serviços que se traduzem em custos. Essa é a parte menos agradável do processo. Existem vários truques para economizar, mas há custos que não conseguem ser reduzidos por serem fixos e não negociáveis.

Custos não negociáveis geralmente se relacionam com o levantamento de todos os documentos e o processo burocrático do casamento. os custos de maior flexibilidade envolvem decoração, buffet, roupas, acessórios para noivo e noiva, número de convidados, e qual o tipo de festa em si.

Uma dica, caso você disponha de um determinado orçamento é fazer uma lista, dividindo a soma pelos vários serviços e despesas que terá. Assim você tem uma ideia de quanto ou até quanto você poderá gastar na preparação da cerimônia e festa do casamento.

Se você segue o modelo tradicional de quem paga seu casamento, então convém saber quais as despesas para cada envolvido. A noiva paga seu vestido e enxoval, um presente para o noivo, seus exames pré-nupciais, as lembrancinhas, convites e as roupas das damas/pajens.

O noivo se encarrega do pagamento das alianças, da viagem de lua de mel e hotel para noite de núpcias, seus exames pré nupciais e o presente da noiva. A família do noivo providencia as taxas para o casamento, religioso e em cartório, o traje do noivo, contribui para a viagem da lua de mel.

Pela família da noiva se espera a decoração e aluguel do lugar da cerimônia e salão de festas, o Buffet, transporte dos noivos, a fotografia e filmagem, o bolo de noiva e o entretenimento musical. Naturalmente, detalhes variam de região em região e talvez as famílias queiram fazer seus próprios acordos.

Mas, o básico mesmo é assim, e dessa forma, o casal escolhe como serão divididas as despesas do casamento…