Categoria:  Casamento Religioso

Home » Archive by category "Casamento Religioso"

Uma parte importante da sua festa que você não pode descurar. Aqui estão algumas dicas para a ajudar a perceber que banda musical você vai precisar para a sua festa de casamento:

– A primeira dica importante é para você evitar escolher consoante os seus gostos musicais, lembre-se que você vai precisar de uma festa repleta de convidados de casamento animados, alegres e a divertire-se.

– Por isso antes de equacionar os seus gostos musicais tente perceber que gêneros musicais irão agradar aos seus convidados e transformarão o seu casamento numa verdadeira festa de alegria.

– Perceba qual é a média de idades, quais os gostos musicais, pois muitas vezes contrata-se bandas musicais que tocam os últimos sucessos musicais internacionais, poderão não produzir a festa que você espera nem conseguir corresponder ás expectativas dos convidados que desanimam podendo ficar um frustados e desejarem abandonar a festa mais cedo, o que nem de longe nem de perto é o que você deseja.

– Por isso relaxe, não vá para o ultimo grito musical, poderá não funcionar para si e você poderá necessitar contratar uma banda que para alem dos sucessos , também toque um pouco de musica latina, clássica, entre outros estilos e que conheça os êxitos do país e da zona onde mora de forma a agradar e surpreender os seus convidados que desta forma desejaram continuar na festa do seu casamento.

Portanto como se percebe, não é uma questão de gastar muito dinheiro para contratar uma banda que lhe vai tocar o top ten, mas sim o de adequar a banda ao seu público, para desta forma ver um sorriso no rosto de cada convidado e no fim do casamento eles agradecerão o tempo tão bem passado…

Nos últimos tempos, no Brasil estamos nos deparando com invernos e verões mais rigorosos, o que faz mudar também as tendências no mundo da moda. As noivinhas, que mesmo no inverno casavam com modelos que deixam os braços a mostra, precisam apostar em outros mais fechados porque não há nenhum manual que diga que a noiva precisa passar frio em um dia tão importante para a sua vida.

O mercado Europeu, que está muito acostumado com as baixas temperaturas, serve de inspiração quando o assunto são os acessórios para as noivas. As formas de manter a noiva protegida das baixas temperaturas e sem perder o brilho e a elegância é cada vez maior.

Além de vestidos de mangas longas, a aposta por acessórios como boleros, capas e estolas apresenta opções modernas e que dão um toque especial ao look da noiva.

Casaquinhos e bolerinhos podem ser feitos de vários tecidos, seguindo o modelo do vestido ou dando um toque diferencial ao visual. A aposta vai de acordo com o gosto de cada um. Tules,rendas, enfim o tecido que melhor combinar com a noiva e com o vestido escolhido. E pela praticidade os boleros e as estolas são as grandes estrelas da estação.

Nesse sentido, porque não apostar nas longas capas apostando no estilo princesa. Capas de pele deixam a noiva com uma agradável temperatura e dão um toque de glamour no visual. E quando o assunto são capas o tamanho vai de acordo com o gosto de cada uma, pode optar por uma capa mais curta, mais longa, com pelos, sem pelos, enfim o limite é o gosto da noiva.

As luvas são um item que também fazendo sucesso e garantem as mãos quentes e um visual muito elegante. E depois de esquentar as mãos e também o corpo, os pés não podem ser esquecidos. As botas que são o hit do momento por todos os lados no inverno também estão invadindo as cerimônias de casamento.

As empresas especializadas em calçados para noivas também está apostando nas botas. Com tantas opções é só decidir qual estilo faz mais a sua cabeça e subir no altar sem passar frio…

Últimas Dicas de Casamento Religioso

Seja para qual ocasião for, um look só fica completo com um belo calçado. Imagine, então, quando o assunto é casamento? Não é à toa que noivas, madrinhas e convidadas ficam cheias de dúvidas na hora de escolher o sapato perfeito, que irá complementar o visual sem roubar a cena ou ficar apagado. Por isso, para evitar erros, confira essas dicas maravilhosas:

Noivas

– O sapato da noiva deve ser delicado e discreto, sem jamais ofuscar o vestido. É um complemento do look que aparece com discrição.

– Escarpim (mais clássico) e sandália (mais moderna) são os calçados mais recomendados, em tom próximo ao do vestido (exceto no caso de vestidos coloridos).

– Se quiser usar sapato colorido, pense bem. É possível criar um look moderno sem invencionices que, em 10 anos, ao olhar as fotos, causem arrependimento. Se optar por essa ideia, as melhores opções são em tom pastel.

–  Caso o vestido seja colorido, lance mão de sapato nude. Em uma cerimônia informal e moderna, não há problemas em fazer contraste de tons. Se quiser uma dose extra de modernidade e ousadia, metalizados também são uma boa opção.

– A noiva tem o direito de brilhar. Portanto, vale vestido e calçado com brilho, mas deixe os pés sempre mais delicados.

– O acessório deve ser confortável e bonito. Escolha o modelo com antecedência e use-o em casa para “amaciá-lo”.

– É preciso que o sapato esteja em harmonia com o vestido. Por isso, escolha o modelo antes de comprá-lo e já o leve para fazer a primeira prova.

– Se a noiva estiver acostumada com salto, o acessório pode ser bem alto. Caso contrário, é melhor evitar. Uma leve meia pata e o salto um pouco mais grosso colaboram com o conforto.

– É interessante que noivas altas invistam em salto menor para não ultrapassar a altura do parceiro.

Convidadas e madrinhas

– Os modelos que mais combinam com vestidos de festa são escarpim e sandálias refinadas.

– Saltos altos e finos são muito elegantes, porém menos confortáveis. Já modelos com uma leve meia pata e saltos um pouco mais grossos garantem mais conforto.

– Para vestidos coloridos, calçados nude são a opção sem erro. Metalizados também são indicados, desde que a cor harmonize com a do vestido. Ao contrário do que muitos pensam, opções pretas não são curingas, porque podem “pesar” dependendo do tom do look.

– Escarpim de bico fino ajuda a alongar a silhueta e escarpim nude é o mais indicado para completar looks curtos das baixinhas, já que dá a ilusão de pernas mais alongadas.

– Com vestidos curtos, em que o sapato vai ficar em evidência, quem tem perna grossa deve ter atenção à tira que fica no tornozelo. Se for muito grossa e larga, corta a silhueta e deixa as pernas ainda maiores.

Agora, escolha aquela sapato maravilhoso seguindo as dicas e bom casamento…

Uma noiva pode optar ou por dar ênfase ao seu penteado, ou dar ênfase ao véu. A diferença, é que quem quer dar ênfase ao véu, usa o véu não só na cerimônia, mas também durante a recepção do casamento – neste caso o penteado é só um suporte para o véu. Qualquer noiva sabe que é importante escolher um penteado que lhe favoreça a face, só que também é de extrema importância escolher um véu que faça o mesmo.

O véu ideal depende também da formalidade do casamento e do tipo de personalidade e do rosto que o vai usar. Um estilo mais clássico pede um véu de catedral, enquanto um estilo mais moderno pede um véu mais curto. Considere os seguintes tópicos antes de tomar qualquer decisão sobre se vai usar, ou não, um véu no seu casamento.

Existem dois tipos de faces, as mais arredondadas como as ovais e redondas; e as mais angulares como as faces em rectângulo, e em triângulo. Se não sabe que tipo de face tem, é simples, em frente a um espelho puxe o cabelo todo para trás, de seguida com um lápis dos olhos desenhe o contorno da sua face no espelho, depois é só analisar.

Se tem uma face oval, ligeiramente mais comprida que larga, e com curvas suaves, saiba que este tipo de face é o tipo de face mais simétrica, por isso pode usar o que melhor lhe agradar, desde que complemente o seu look total, e seja proporcional às suas linhas.

Se tem uma face quadrada, com uma linha do queixo quadrada, esta necessita de ser suavizada com um véu mais longo, em vez de um mais curto.

Uma face muito redonda combina com um véu que caia ao longo dos lados da face, pois ajuda a torná-la mais estreita. Se tem uma face oblonga, parecida com a oval só que um pouco mais comprida, esta pode ser complementada com véus em cascata, adornados com tiaras, ou com uma coroa de flores, ou de cristais.

Se tema uma face triangular do tipo coração, deverá dar largura à parte inferior da face; deve usar véus que pendam da parte anterior da cabeça, pois o volume aparecerá pela parte de trás da cabeça dando mais ênfase ao queixo.

Um véu de noiva clássico de comprimento de catedral, não deve de ser usado numa celebração de um casamento mais casual, como num jardim, ou numa praia. Se vai celebrar um casamento muito formal e se optar por um véu de catedral (um véu que arraste no chão), deverá optar por um véu de várias camadas, para que durante a recepção possa retirar a camada mais comprida podendo movimentar-se mais à vontade.

Se tem um vestido muito ornamentado, use um véu simples. A ornamentação do véu não deve nunca terminar no local onde o seu vestido tem mais ornamentação, deve sempre ou terminar abaixo da ornamentação do vestido, ou acima desta. Num véu a ornamentação não tem de condizer exactamente com a ornamentação do vestido de noiva, contudo deve de a complementar.

Usar um véu não é obrigatório. Quanto mais formal for o casamento, maior o comprimento do véu. A etiqueta também dita que o uso de véu é inapropriado para noivas grávidas ou segundos casamentos; mesmo assim muitas noivas nestas condições hoje em dia decidem romper com a etiqueta usando véus pelo cotovelo, ou como adorno do penteado.

Usar um véu antigo, que pode pertencer à mãe ou mesmo um que tenha adquirido numa loja de antiguidades, é uma excelente opção, desde que não tente mudar a cor original, mandando branqueá-lo ou tingi-lo; um véu não tem de ser exactamente da mesma cor do vestido, e o encanto de um véu antigo não está só no seu formato, mas também na sua cor peculiar.

Não se esqueça de ser ver num espelho de 360º; coloque o vestido e o véu e observe como fica de todos os ângulos, e não só pela frente. Se a parte do seu vestido de noiva é um ponto fulcral no seu look, não convém esconde-lo com um véu comprido, pode optar por um véu mais curto com poucas camadas de tule.

Se decidiu ser uma noiva que vai usar véu, não esqueça que o penteado que o vai segurar é de grande importância. Quando for fazer a prova de penteado ao seu cabeleireiro, leve o véu e seus ornamentos, como tiaras ou ganchos que o vão segurar, para incorporar no penteado.

Tente várias opções de colocação do véu no penteado; mudar o local onde o véu é aplicado na cabeça pode fazer a maior das diferenças. Se vai usar um véu de noiva mais pesado, ou comprido depois de o assentar no penteado, experimente andar um pouco com ele para ver se se sente confortável.

Agora, basta entrar na igreja e arrasar…

A festa de casamento indica o progresso de uma relação, o momento em que as coisas verdadeiramente começam a ocorrer, significando o período em que essas duas pessoas realmente se tornam uma família. A comemoração envolve muitos detalhes que, além da noiva, envolvem também o noivo.

Entre todas as coisas que o noivo pode dar sua opinião, está a roupa e calçado que irá utilizar na cerimônia. A escolha do terno pode não parecer tão importante assim, afinal, ternos são praticamente todos iguais e os homens ficam bem com qualquer um, mas essa é uma parte essencial.

A roupa do noivo e a escolha do sapato dão coisas inteiramente importantes e que precisam estar adequadas. Se o casamento for durante o dia, o noivo pode usar o terno na cor que desejar, seja ele preto ou cinza, para os mais clássicos, ou azul marinho, marrom, bege ou branco, para aqueles que querem algo mais adequado ao turno.

Se o terno for branco, o sapato deve ser obrigatoriamente branco. Se o terno for escuro, como preto, cinza, azul ou marrom, o sapato que fica mais adequado é sempre o preto. Se o noivo optar por um terno bege, o sapato que fica mais adequado é o marrom, pois acompanha a tonalidade da roupa e o visual fica harmonioso.

Além de ser muito confortável, o sapato também acompanha o turno do dia em que acontece a festa. Para o dia é melhor apostar nos sapatos básicos, para a noite os modelos de cadarços já combinam mais, incluindo os em verniz.

Agora, escolha o sapato certo e arrase no casamento…

Ao escolher as roupas para o casamento, surgem dúvidas e insegurança, tanto pela parte das noivas, quanto pela dos noivos. A cerimônia é um momento muito especial e, para a vida de muitas pessoas, pode ser a única ocasião em que se irá usar roupas tão elegantes.

É por isso que todos querem estar perfeitamente vestidos, nesta data. Embora todos acabem por prestar mais atenção ao vestido de noiva, bem como ao seu penteado e maquiagem, os noivos também são merecedores desta atenção, afinal, é ele quem estará ao lado da mulher.

É preciso ter cuidado ao escolher suas roupas, pois ele deverá brilhar junto com ela e, não, ser ofuscado pela sua produção. Há muitos homens que não se importam muito com isso, mas este não é comportamento adequado. No caso daqueles que estão acima do peso, vale a pena seguir alguns conselhos e, assim, não errar no visual. Veja algumas dicas para o noivo gordinho se vestir:

– Em primeiro lugar, é bom saber quais trajes usar, de acordo com o horário em que a cerimônia será realizada. Caso seja de manhã, ternos em tons claros são bem vindos. Mas é importante saber que o noivo gordinho poderá parecer maior, com eles. A dica, então, é apostar no preto, que é sempre adequado para qualquer horário. No caso de cerimônias à noite, valem os tons escuros, além do preto. Cores como o chumbo ou marrom bem escuro são boas opções. Elas são elegantes, apropriadas para o horário e ainda ajudam a emagrecer.

– Deixe de lado o smoking, pois ele é indicado para ocasiões de gala. Essa dica vale para todos os noivos. Caso o homem queira um visual mais sofisticado, o meio fraque vai bem em casamentos noturnos e é uma opção para noivos magros ou gordinhos. Entretanto, se o homem for baixinho, esta não será uma escolha, pois o traje irá fazer com que ele pareça ter uma estatura menor. Já o modelo casaca ajuda a alongar a silhueta, por conter uma pequena cauda. Caso escolha este modelo, o noivo obeso deve dar preferência às cores escuras, sobrepostas. Isso é importante para que não se crie uma divisão na silhueta, pois isso achata o corpo.

– Se usar um terno normal de casamento, também é indicado que o traje para noivo gordinho seja composto por um colete num tom abaixo do terno. Quanto mais clara for a cor, mais aparecerão as medidas do homem. Para finalizar, caso o noivo queira usar algo diferente do preto total, vale a pena investir nos ternos e calças com estampa de risca de giz. Eles são elegantes e ajudam a afinar o corpo, devido às duas listras verticais.

Agora basta seguir as dicas e escolher o melhor traje para o seu caso…

Escolher o vestido de noiva é tarefa das mais difíceis para uma mulher. Afinal, se tudo der certo, é o único vestido de noiva que você vai usar na vida. Por isso, é importante saber o que é um bom negócio na hora de escolher seu modelito de casamento. Toda noiva busca beleza e, se possível, perfeição, mas é difícil equilibrar isso com o que o mercado disponibiliza e, ainda mais, com os preços.

Na hora de ir à busca do vestido o mais importante é procurar por algo que seja o que você quer em termos de modelo e de preço – mais tarde você pode acabar se arrependendo de compra um modelo que você não gostou tanto mas que estava barato, e também o vestido perfeito que custou uma fortuna.

Quando o casamento é planejado, sempre fica separada uma verba para o vestido de noiva. Dependendo do valor que você tem para gastar é que você vai descobrir se compensa alugar ou comprar o vestido. Um aluguel custa em torno de R$1.500,00 e R$2.000,00; o primeiro aluguel fica entre R$3.000,00 e R$4.500,00; a compra custa R$5.000,00, no mínimo.

Refirmar é uma opção que pode ficar mais cara do que se imagina, já que adaptar um vestido vintage exige materiais vintage, que tem preço elevado, além de ajustes e de uma costureira. Isso sem contar ocasiões em que o vestido antigo está muito danificado ou a noiva anterior e a atual tem corpos muito diferentes, o que pode levar à reconstrução do vestido.

Tendo em mente tudo isso, saiba quando:

Comprar

Quando tem dinheiro no orçamento para investir nisso; quando você quer guardar o vestido (pensar em espaço e condições ideais); ou quando a noiva tem o desejo de fazer isso.

Alugar

Quando você não quer guardar o vestido; seu orçamento é restrito; e quando você encontrou um modelo que você queria para alugar.

Reformar

Quando a peça antiga tem valor sentimental; quando acredita-se que a costureira vai fazer um bom trabalho com a peça; quando o custo for menor que de compra ou aluguel; e quando você pretende manter a maior parte do vestido antigo.

Pense nisso e escolha um modelo que combine com você, fique bem no seu corpo e reflita sua personalidade, isso é o mais importante…